sexta-feira, 28 de maio de 2010

ORAÇÕES DE ATOS PROFÉTICOS


ORAÇÕES DE ATOS PROFÉTICOS

Por Kjell Sjöberg

As orações de atos proféticos só são efetuadas por ordem do Senhor, no tempo perfeito determinado por Ele, de acordo com a es­tratégia que o Senhor tiver revelado a uma equipe de oração.
Antes que Gideão contasse com o seu exército de trezentos guer­reiros escolhidos, ele usou uma pequena força de espionagem de dez homens, em uma das primeiras histórias de ação guerrilheira do mun­do.
Gideão obedeceu à ordem do Senhor, dada durante a noite, e to­mou dez de seus homens para derrubar o altar de seu pai, consagrado a Baal, tendo derrubado o poste-ídolo ao lado dele, para em seguida edificar um tipo de altar apropriado ao Senhor, no mesmo lugar (ver Jz 6.25-27). Foi uma oração de ação divinamente determinada.
Elias é um grande exemplo para os intercessores.
Veio a palavra do Senhor a Elias, dizendo: "Levanta-te, desce para encontrar-te com Acabe, rei de Israel... Eis que está na vinha de Nabote..." (1 Rs 21.17, 18).
Elias foi ao encontro de Acabe, exatamente quando ele ia tomar posse da vinha, depois que Nabote havia sido assassinado. Por igual modo, o Senhor nos está dando tarefas divinas para que sejam cum­pridas no lugar preciso, combatendo o mal nos lugares elevados.

Parte do mapeamento espiritual consiste em pedir do Senhor palavras e visões proféticas em prol de igre­ja, cidades e nações... Deus levanta intercessores que cooperem com ele, precisamente quando estão pres­tes a ocorrer mudanças que poderiam abrir uma na­ção para o evangelho.

As orações de ação profética estão especificamente ligadas às equipes de oração que são enviadas às linhas de fronteira de nações fechadas ao evangelho.
Essas equipes viajam até povos não alcança­dos, a países muçulmanos, a áreas de desastres naturais, aos quartéis-generais do inimigo, às fortalezas das riquezas materiais e a lugares a que até mesmo anjos não gostam de ir.
As orações de ação profética com freqüência são geradas por grupos que se reúnem sobre bases regulares para intercederem por cidades e nações.
Orações contínuas em favor de cidades e nações formam uma base poderosa de onde nascem orações de ação profé­tica, quando o Senhor fala com o grupo.
Em seguida, uma equipe menor é, com freqüência, escolhida e enviada em jornadas de oração ou outras tarefas.
Como líder de uma equipe de oração, acredito que Deus me tem como responsável pela proteção dos intercessores de minha equipe.
Sempre pergunto a mim mesmo:
Até onde poderemos avançar?
Para o que o povo está preparado?
Que prazo Deus está determinando para nós?
Meus intercessores serão maduros no Espírito o suficiente para entender as coisas que estamos prestes a fazer?
Deus nos mos­tra muitas coisas, a respeito da oração de guerra, que não seríamos sábios se as discutíssemos nas grandes reuniões de oração.
Após uma dessas reuniões mais amplas, com freqüência convocamos um núme­ro menor de crentes dotados do dom de discernimento para que haja um intenso acompanhamento.
Há ocasiões em que é prejudicial atrair a atenção do público em geral ou permitir que a imprensa faça as suas coberturas e dê as notícias.

POR QUE CHAMAMOS DE "PROFÉTICAS" AS ORAÇÕES DE AÇÃO?

Ao descobrirmos algumas orações de ação, usamos o adjetivo "profético", porquanto oramos para que uma palavra profética de Deus tenha cumprimento.
Parte do mapeamento espiritual consiste em pedir do Senhor palavras e visões proféticas em prol de igrejas, cidades e nações.
Os profetas da Bíblia referiram-se a palavras pro­féticas acerca de nações do Oriente Médio, como o Irã, o Iraque , o Líbano, a Etiópia e Israel.
Quando, recentemente, fizemos uma jor­nada de oração profética ao Egito, oramos pelo cumprimento do capítulo dezenove de Isaías, uma profecia dirigida contra o Egito.
Com freqüência usamos a palavra profética como uma arma, em nossas orações.
Uma dimensão de tempo profético, na oração, também precisa ser considerada.
O Senhor nos está treinando para reconhecermos a Sua vontade acerca da questão de tempo certo.
O Senhor quer que intercessores façam-se presentes nos pontos nevrálgicos da história, pois é Ele quem "muda o tempo e as estações, remove reis e estabe­lece reis..." (Daniel 2.21).
Por conseguinte, Deus levanta intercessores que cooperem com Ele, precisamente quando estão prestes a ocorrer mudanças que poderiam abrir uma nação para o evangelho.
Antes que possamos começar a edificar e implantar, é mister desarraigar, derrubar, destruir e arruinar as estruturas do império das trevas, con­forme Deus disse a Jeremias (ver Jr 1.10).
Por muitas vezes, o Senhor nos tem ordenado reunir o povo de Deus para orar, em certas datas, sem sabermos exatamente por qual motivo.
Por três vezes temos sido levados a convocar conferências nacionais de oração, quando os grupos da Nova Era têm efetuado suas conferências de âmbito nacional.
Começamos e terminamos ao mesmo tempo sem termos tido conhecimento anterior acerca do pro­grama da Nova Era; mas de algum modo intuímos que Deus queria que nos dedicássemos à oração na presença dele. Em Madri, chega­mos a acumular duas conferências simultaneamente.
Em certas ocasiões, o Senhor nos tem exortado a orar quando há alguma atividade intensa de alto nível no mundo do ocultismo.
Estes são dias em que o Reino de Deus está avançando e quando novas portas se estão abrindo para a Igreja.
Mas a igreja local que dormita, enquanto Satanás mostra-se ativo, terminará deprimida e derrotada.
Fonte: Destruindo as Fortalezas, Cap. 4 – mapeamento Espiritual para oração de ação profética por Kjell Sjoberg

2 comentários:

  1. SHALOM !
    Queridos quero agradecer a Deus por suas vidas e por estes estudos. Olha sou pastor em Recife uma cidade com muitos principados pois toda cidade muita antigas a muitos altares pois fomos congiados por religiões e costumes africanos etc...
    Gostariamo que os irmãos podessem está inserindo estratégias que Deus tem lhe dado em sua cidade para fazemos na nossa. Somos uma Igreja renovada e aberta para os momentos proféticos. Shalom e que Deus vos abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Shalom!
    Muito obrigado por sua visita e comentário!
    Contamos com vossas orações!
    Morei em Recife por 5 anos quando cursei o SPN!
    Vou buscar do Senhor discernimento sobre como poderei ajudá-los! Abraços! Paz!

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante! Através dele terei oportunidade de aprender mais! Muito obrigado!

SE VOCÊ DESEJAR CONTRIBUIR COM ESTE MINISTÉRIO

BANCO DO BRASIL

Ag. 4434-2

Conta:12.988-7

CAIXA ECONÔMICA

Agência: 0658, Operação: 013, Conta : 14.713-3

Casas lotéricas

Muito obrigado!

Adson Lins Santos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visitas dos lugares mais distantes

CAMPANHA MUNDIAL DE ORAÇÃO 2011 EM MACAPA (AP)

Loading...

Minha lista de blogs

Aborto diga não!

Aborto diga não!
1999 - Um fotógrafo que fez a cobertura de uma intervenção cirúrgica para corrigir um problema de espinha bífida realizada no interior do útero materno num feto de apenas 21 semanas de gestação, numa autêntica proeza médica, nunca imaginou que a sua máquina fotográfica registaria talvez o mais eloquente grito a favor da vida conhecido até hoje.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.

Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).

Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença".

Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias.

Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Fonte:www.apocalink.blogspot.com