domingo, 16 de fevereiro de 2014

URGENTE! A VENEZUELA SANGRA NAS RUAS! CABE PERGUNTAR ONDE ESTÁ ARIOVALDO RAMOS?

 
Norma Braga conclamaos evangélicos a orar pela Venezuela que, neste momento, vive uma crise institucional de proporções dramáticas. O povo foi às ruas enfrentar o regime revolucionário implantado por Hugo Chávez e herdado por Nicolás Maduro.
Reforço o apelo, trazendo ao leitor um breve resumo do que lá ocorre. Em seguida, lembro o apoio do pastor Ariovaldo Ramos ao regime revolucionário implantado por Chávez.
Enquanto escrevo este artigo, leio notícias sobre a erupção da violência em Caracas, Chacao e outras cidades onde milhares de venezuelanos estão sendo duramente reprimidos pelo governo Maduro, que tem feito uso de violência letal para dispersar os protestos.

O Alto-Comissariado para Direitos Humanos da ONU alertou ontem para o risco de um ciclo de violência na Venezuela. Na contagem oficial de vítimas, os protestos em massa contra o governo bolivariano já deixaram três mortos, cerca de 70 presos e 66 feridos.
Não se sabe, contudo, quantos venezuelanos já morreram, foram feridos ou estão presos porque o fluxo de notícias está sendo bloqueado pelo regime bolivariano.
Por ordem expressa do ditador-em-chefe Nicolás Maduro, foram bloqueadas imagens de usuários da Venezuela que usam a ferramenta para atualizar o mundo sobre o que ocorre por lá. O Twitter confirmou que o regime bolivariano bloqueou o envio de imagens.
Violência vídeo mostra pessoa sendo alvejada na rua
video

Antes do bloqueio, o mundo soube pelos manifestantes que uma das vítimas das tropas do governo em Caracas foi o estudante Bassil Alejandro Dacosta, de 24 anos. Ele foi atingido por um tiro na cabeça. Um jovem cujo único crime foi protestar contra o regime revolucionário.
Veja o vídeo do momento em que o jovem é atingido:
video

Há relatos de outras vítimas fatais que não são contabilizadas pelo governo porque foram assassinadas por forças paramilitares – por obra do então presidente Chávez foram criadas na Venezuela milícias que defendem o país de “espiões e traidores da Pátria”.
MANIFESTANTES SÃO TERRORISTAS?
O governo Nicolas Maduro está fazendouso de uma “lei antiterrorismo” – bastante semelhante a um projeto de lei que deve ser aprovado pelo Congresso brasileiro – pra realizar prisões em massa de oposicionistas.
A ONU criticou a classificação de “terrorismo” usado pelo regime bolivariano para processar os manifestantes. O manifestante considerado “terrorista” pode ter sua prisão imediatamente decretada, sem passar por processo ou ser ouvido em tribunal.

O “presidente” Nicolás Maduro não admite o fato de que povo, espontaneamente, foi às ruas para exigir mudanças políticas. Como todo bom fascista, ele prometeu usar todo o poderio militar do Estado para submeter o povo à ordem revolucionária.
Em discurso transmitido por cadeia de rádio e televisão, Maduro chamou as manifestações de “golpe de Estado em curso” e prometeu que “a revolução bolivariana vai triunfar”. O presidente disse ter dado “instruções muito claras às forças de segurança” e ameaçou prender os manifestantes.

PASTOR BRASILEIRO APOIOU REGIME CHAVISTA
Nos idos dos anos 2000, eu entrevistei o pastor Ariovaldo Ramos durante programação na Faculdade Latino Americana de Teologia Integral (FLAM) para a revista “GENTE S/A”, que parou de circular. Na época, ele via Chávez como “democrata” que lutava contra uma oposição brutal e golpista.
Ariovaldo era um entusiasta da democracia plebiscitária de Chávez. O pastor brasileiro entendia que o regime bolivariano seria um oásis de democracia genuína e igualdade social na América Latina assaltada pelo FMI e pelos caudilhos da direita.
Em 2004, o pastor integrou uma comitiva de brasileiros que foi à Venezuela prestar apoio ao regime bolivariano. O grupo foi recebido pelo próprio Hugo Chávez, a quem entregou um manifesto de apoio.

É claro que para construir esta bonita e épica narrativa, no qual um populista ascende ao poder para libertar a Venezuela das injustiças sociais, Ariovaldo Ramos tinha que ignorar alguns fatos bastante desagradáveis na biografia de Chávez.
A história política de Hugo Chávez começou na fracassada tentativa de golpe contra o presidente Carlos Andrés Pérez em fevereiro de 1992. O episódio deixou 17 soldados mortos e 50 feridos. Chávez admitiu em rede nacional a autoria do golpe.
O governo “revolucionário” de Chávez foi marcado pela censura à imprensa, a perseguição aos opositores do regime, pelo controle das informações, acusações de manipulação, etc
       
Nada disso impediu que, após a morte de Chávez, o pastor Ariolvado Ramos reafirmasse sua admiração ao caudilho esquerdista:
“Todos os que, em todo lugar, lutam pela erradicação da pobreza, pela emancipação do ser humano, e por justiça e acesso ao direito para todos, tiveram, em Hugo Chávez, uma referência de compromisso para com o pobre, para com o despossuído, para com o injustiçado.
Eu, que aprendi a agradecer à Trindade, O Deus do Universo, em Cristo Jesus, por tudo, agradeço pelo privilégio de ter convivido com essa personalidade de minha geração, com quem tive o privilégio de estar por duas vezes.”
A Venezuela pela qual Chávez tanto lutou é uma realidade hoje: um país polarizado, dos ricos contra os pobres, do governo contra a mídia, do exército contra o povo, no qual os opositores do regime, mais do que traidores, são caçados como terroristas.

FONTE: http://colunas.gospelmais.com.br/venezuela-sangra-nas-ruas-onde-esta-ariovaldo-ramos_8492.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante! Através dele terei oportunidade de aprender mais! Muito obrigado!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visitas dos lugares mais distantes

Minha lista de blogs

Aborto diga não!

Aborto diga não!
1999 - Um fotógrafo que fez a cobertura de uma intervenção cirúrgica para corrigir um problema de espinha bífida realizada no interior do útero materno num feto de apenas 21 semanas de gestação, numa autêntica proeza médica, nunca imaginou que a sua máquina fotográfica registaria talvez o mais eloquente grito a favor da vida conhecido até hoje.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.

Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).

Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença".

Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias.

Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Fonte:www.apocalink.blogspot.com